Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Documentos vazados indicam falta de capacidade militar da Alemanha

Alemanha pode ser incapaz de manter um nível adequado de combatividade militar, em função de problemas com a aquisição de aeronaves para sua força aérea, informou neste domingo a emissora RT, citando o jornal alemão Welt am Sonntag.


Sputnik


O jornal obteve acesso a um documento assinado pelo ministro da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen, cujo conteúdo informa que o país está tendo problemas para suprir a demanda de equipamentos de combate necessários. 


Caças Eurofighter e aeronave de transporte Transall durante um voo de exibição no dia da Bundeswehr, 13.06.2016
Caças Tornado e Europhyter escoltando um C-160 da Força Aérea da Alemanha © flickr.com/ Bundeswehr/Vennemann

Em particular, o jornal observa que os aviões de transporte franco-alemães Transall C-160 serão aposentados em 2021 e é pouco provável que as forças armadas tenham acesso às novas aeronaves A400M Atlas antes de 2023. 


De acordo com o documento vazado, a cooperação militar com a França foi criticada pelos militares alemães, já que poderia levar à dependência a longo prazo de equipamentos franceses e as condições de manutenção de aeronaves não são adequadas sob o presente modelo.


Postar um comentário