Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

EUA comprometeram-se a resolver o problema da presença dos militares turcos no norte do Iraque

EUA comprometeram-se a resolver o problema da presença dos militares turcos no norte do Iraque, declarou à Sputnik uma fonte diplomática. 

Sputnik

Há cerca de um ano, os militares turcos entraram no território iraquiano alegando que o objetivo principal estaria ligado à luta contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia). As autoridades do Iraque declararam que a presença militar da Turquia não foi acordada e a soberania do país foi violada. 
Soldado turco na fronteira entre Turquia e Iraque. Foto de arquivo
Soldado turco no Iraque © AFP 2016/ MUSTAFA OZER
"Os EUA pediram ao Iraque que esperasse e não convocasse uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a questão da invasão turca no Iraque, ficando [os EUA] responsáveis pela saída das tropas turcas imediatamente", disse o diplomata.

Como informou a assessoria do Ministério das Relações Exteriores do Iraque, na quinta-feira, o ministro Ibrahim al-Shiqr al- Jaafari ligou para seu colega egípcio, Sameh Shoury, reforçando o apoio do Egito na questão turca.

Anteriormente, o parlamento iraquiano aprovou resolução que expressa o protesto do país contra a presença de militares turcos perto de Mossul. Os parlamentares exigiram que o governo do Iraque tome as medidas legais e diplomáticas necessárias, incluindo a verificação das relações econômicas entre os dois países. 
A Turquia afirma que os militares estão no Iraque legalmente e que os mesmos ajudam na luta contra o Daesh a pedido do governo iraquiano. O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que o acampamento turco perto de Mossul foi instalado na região durante o mandato do primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu.

Postar um comentário