Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

EUA comprometeram-se a resolver o problema da presença dos militares turcos no norte do Iraque

EUA comprometeram-se a resolver o problema da presença dos militares turcos no norte do Iraque, declarou à Sputnik uma fonte diplomática. 

Sputnik

Há cerca de um ano, os militares turcos entraram no território iraquiano alegando que o objetivo principal estaria ligado à luta contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia). As autoridades do Iraque declararam que a presença militar da Turquia não foi acordada e a soberania do país foi violada. 
Soldado turco na fronteira entre Turquia e Iraque. Foto de arquivo
Soldado turco no Iraque © AFP 2016/ MUSTAFA OZER
"Os EUA pediram ao Iraque que esperasse e não convocasse uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a questão da invasão turca no Iraque, ficando [os EUA] responsáveis pela saída das tropas turcas imediatamente", disse o diplomata.

Como informou a assessoria do Ministério das Relações Exteriores do Iraque, na quinta-feira, o ministro Ibrahim al-Shiqr al- Jaafari ligou para seu colega egípcio, Sameh Shoury, reforçando o apoio do Egito na questão turca.

Anteriormente, o parlamento iraquiano aprovou resolução que expressa o protesto do país contra a presença de militares turcos perto de Mossul. Os parlamentares exigiram que o governo do Iraque tome as medidas legais e diplomáticas necessárias, incluindo a verificação das relações econômicas entre os dois países. 
A Turquia afirma que os militares estão no Iraque legalmente e que os mesmos ajudam na luta contra o Daesh a pedido do governo iraquiano. O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que o acampamento turco perto de Mossul foi instalado na região durante o mandato do primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu.

Postar um comentário