Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

EUA detectam teste malsucedido de míssil na Coreia do Norte

Teste que falhou foi com míssil balístico intermediário.
EUA dizem que vão levar episódio à ONU.


Reuters


O Exército norte-americano detectou um teste malsucedido com um míssil balístico intermediário da Coreia do Norte, perto da cidade de Kusong, no noroeste do país, disse o Pentágono neste sábado (15). 


Resultado de imagem para missil coreia do norte
Foto em que líder norte-coreano, Kim Jong-un, observa lançamento de míssil de submarino | EPA KCNA

“Condenamos veementemente este e os outros recentes testes de mísseis por parte da Coreia do Norte”, afirmou o comandante da Marinha dos EUA e porta-voz do Pentágono, Gary Ross.

“Pretendemos levar nossas preocupações à ONU para aumentar a pressão internacional para responsabilizar a República Popular Democrática da Coreia por essas ações.”

Ross afirmou que o compromisso dos EUA com a defesa de seus aliados na região, incluindo a Coreia do Sul e o Japão, permanece rígido diante de tais ações dos norte-coreanos.

O Pentágono disse que o lançamento do míssil não representa uma ameaça à América do Norte.



Postar um comentário