Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

EUA detectam teste malsucedido de míssil na Coreia do Norte

Teste que falhou foi com míssil balístico intermediário.
EUA dizem que vão levar episódio à ONU.


Reuters


O Exército norte-americano detectou um teste malsucedido com um míssil balístico intermediário da Coreia do Norte, perto da cidade de Kusong, no noroeste do país, disse o Pentágono neste sábado (15). 


Resultado de imagem para missil coreia do norte
Foto em que líder norte-coreano, Kim Jong-un, observa lançamento de míssil de submarino | EPA KCNA

“Condenamos veementemente este e os outros recentes testes de mísseis por parte da Coreia do Norte”, afirmou o comandante da Marinha dos EUA e porta-voz do Pentágono, Gary Ross.

“Pretendemos levar nossas preocupações à ONU para aumentar a pressão internacional para responsabilizar a República Popular Democrática da Coreia por essas ações.”

Ross afirmou que o compromisso dos EUA com a defesa de seus aliados na região, incluindo a Coreia do Sul e o Japão, permanece rígido diante de tais ações dos norte-coreanos.

O Pentágono disse que o lançamento do míssil não representa uma ameaça à América do Norte.



Postar um comentário