Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

EUA enviam mais 500 militares para o Iraque

Cerca de 500 soldados norte-americanos, baseados do estado do Kansas, serão enviados para o Iraque neste outono para treinar e aconselhar as forças locais na ofensiva que tem como objetivo recapturar a cidade de Mossul, segundo informaram as Forças Armadas dos Estados Unidos nesta sexta-feira.


Sputnik


Atualmente, os EUA mantêm aproximadamente 5 mil homens no Iraque realizando atividades junto às tropas iraquianas. 


EUA mantém cerca de 5 mil homens no Iraque atualmente
EUA mantém 5 mil homens no Iraque © AFP 2016/ Alik Keplicz

"Nós iremos ajudar no treinamento de comandantes, funcionários, soldados e policiais que estão planejando e irão conduzir as operações contra o Daesh nos vales dos rios Tigre e Eufrates, com foco central na cidade de Mossul", declarou o comandante da Primeira Divisão de Infantaria do Exército dos EUA, o major-general Joseph Martin, através de um comunicado.


Postar um comentário