Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Gases tóxicos: Quase mil pessoas tratadas por problemas respiratórios ao sul de Mossul

Cerca de 1.000 pessoas foram tratadas por problemas respiratórios ligados a gases tóxicos de uma fábrica de enxofre que teria sido incendiada por militantes do Daesh (Estado Islâmico) perto da cidade de Mossul.


Sputnik


Nenhuma morte foi relatada em conexão com o incidente, disseram as fontes no hospital em al-Qayyara, uma cidade ao sul de Mossul, segundo relata a Reuters neste sábado (22). Os primeiros casos teriam começado a chegar na sexta-feira de manhã. 


Hospital em Mossul Iraque
Hospital em Mossul, Iraque © AFP 2016/ SAFIN HAMED

A fábrica de enxofre pegou fogo no início desta semana, enquanto o exército iraquiano expulsava os jihadistas do Daesh da área de Mishraq, norte de al-Qayyara. Ainda segundo a Reuters, militares dos EUA disseram que os militantes haviam deliberadamente ateado fogo na instalação.


Postar um comentário