Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Irã envia navios militares para costa do Iêmen

O Irã enviou dois navios militares para o Golfo de Áden e Estreito Bab-el-Mandeb, perto da costa iemenita. 


Sputnik

Espera-se que as embarcações garantam a segurança de vários barcos comerciais que passam por áreas sujeitas à ameaça de pirataria, informa a agência Tasnim. 


Fragata iraniana Alvand durante uma missão
Fragata Alvand | © AFP 2016

O grupo naval, que será enviado, é composto pelo navio de apoio Busher e fragata Alvand.

A edição informa que, após essa missão, os navios seguirão em direção à Somália e Tanzânia e, caso as condições meteorológicas permitam, navegarão rumo à África do Sul.

Anteriormente, foi informado que o destróier USS Mason da Marinha dos EUA sofreu tentativa de ataque de dois mísseis, na segunda-feira (10), que não causaram nenhum dano à embarcação e caíram no mar. Passados dois dias, na quarta-feira (12), houve mais um ataque, também com uso de dois mísseis colocando em perigo o navio USS Ponce, que acompanhava o destróier norte-americano. Os rebeldes houthis negam seu envolvimento nos ataques.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas