Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Irã envia navios militares para costa do Iêmen

O Irã enviou dois navios militares para o Golfo de Áden e Estreito Bab-el-Mandeb, perto da costa iemenita. 


Sputnik

Espera-se que as embarcações garantam a segurança de vários barcos comerciais que passam por áreas sujeitas à ameaça de pirataria, informa a agência Tasnim. 


Fragata iraniana Alvand durante uma missão
Fragata Alvand | © AFP 2016

O grupo naval, que será enviado, é composto pelo navio de apoio Busher e fragata Alvand.

A edição informa que, após essa missão, os navios seguirão em direção à Somália e Tanzânia e, caso as condições meteorológicas permitam, navegarão rumo à África do Sul.

Anteriormente, foi informado que o destróier USS Mason da Marinha dos EUA sofreu tentativa de ataque de dois mísseis, na segunda-feira (10), que não causaram nenhum dano à embarcação e caíram no mar. Passados dois dias, na quarta-feira (12), houve mais um ataque, também com uso de dois mísseis colocando em perigo o navio USS Ponce, que acompanhava o destróier norte-americano. Os rebeldes houthis negam seu envolvimento nos ataques.


Postar um comentário