Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Mega saldão de caças do ‘Tio Sam’ para o Oriente Médio

Poder Aéreo

A Casa Branca aprovou a venda caças para Qatar, Bahrein e Kuwait, informo o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado. 


F-16A Fighting Falcons and F-15C and F-15E Eagles fly over burning oil fields during Desert Storm. Operation Desert Storm began Jan. 17, 1991.

O pacote inclui 72 Boeing F-15E Strike Eagle para Qatar e até 40 Boeing F/A-18 E/F Super Hornet para o Kuwait. Também faz parte do pacote a venda de caças Lockheed Martin F-16 para o Bahrein.

O Pentágono e do Departamento de Estado já tinham aprovado as vendas. Agora caberá ao Congresso dos EUA a avaliação.

O Kuwait e o Qatar solicitaram as aquisições pela primeira vez mais de dois anos atrás.

Somente a venda dos F-15E deve valer algo em torno de 4 bilhões de dólares. Do total de 72 caças, 36 são pedidos firmes e os outros 36 são opções. Em relação aos Super Hornets para o Kuwait o pedido inclui 28 aviões com mais 12 opções futuras, totalizando cerca de três bilhões de dólares.

A linha de montagem do F-15 em Saint Louis estava prestes a fechar, mas ganhará novo fôlego com a confirmação dessa venda. O mesmo vale para o Super Hornet, cujas entregas para a USN encerrarão em breve.


Postar um comentário