Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Mega saldão de caças do ‘Tio Sam’ para o Oriente Médio

Poder Aéreo

A Casa Branca aprovou a venda caças para Qatar, Bahrein e Kuwait, informo o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado. 


F-16A Fighting Falcons and F-15C and F-15E Eagles fly over burning oil fields during Desert Storm. Operation Desert Storm began Jan. 17, 1991.

O pacote inclui 72 Boeing F-15E Strike Eagle para Qatar e até 40 Boeing F/A-18 E/F Super Hornet para o Kuwait. Também faz parte do pacote a venda de caças Lockheed Martin F-16 para o Bahrein.

O Pentágono e do Departamento de Estado já tinham aprovado as vendas. Agora caberá ao Congresso dos EUA a avaliação.

O Kuwait e o Qatar solicitaram as aquisições pela primeira vez mais de dois anos atrás.

Somente a venda dos F-15E deve valer algo em torno de 4 bilhões de dólares. Do total de 72 caças, 36 são pedidos firmes e os outros 36 são opções. Em relação aos Super Hornets para o Kuwait o pedido inclui 28 aviões com mais 12 opções futuras, totalizando cerca de três bilhões de dólares.

A linha de montagem do F-15 em Saint Louis estava prestes a fechar, mas ganhará novo fôlego com a confirmação dessa venda. O mesmo vale para o Super Hornet, cujas entregas para a USN encerrarão em breve.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas