Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Militar eslovaco critica realização dos exercícios militares Slovak Shield 2016

As manobras militares Slovak Shield 2016, realizadas entre 6 e 13 de outubro na Eslováquia, contaram com a participação dos países do Grupo de Visegrád (do qual fazem parte a Eslováquia, Polônia, República Tcheca e Hungria), EUA e Alemanha.


Sputnik


De acordo com o comunicado de imprensa, publicado na página oficial do Exército dos EUA, no âmbito dos exercícios que envolveram mais de 2 mil militares, foram realizadas práticas com armas, operações de demolição e manobras táticas com os parceiros da coalizão. 


Bandeiras da Eslováquia e da OTAN
Bandeiras da OTAN e Eslováquia © AFP 2016/ SAMUEL KUBANI

Durante a cerimônia de encerramento dos exercícios, o diretor de Slovak Shield 2016, vice-chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da República da Eslováquia, tenente-general Pavel Macko, informou que o desempenho das forças conjuntas durante as manobras demonstrou o poder e a produtividade da aliança. 

Porém, nem todos compartilham a mesma opinião. Assim, Jozef Zarnovican, presidente da Associação dos militares eslovacos, criticou fortemente os exercícios em entrevista à Sputnik República Tcheca.

Segundo ele, o importante não é o fato da realização dos exercícios, mas o objetivo buscado pelos participantes. As manobras militares Slovak Shield 2016 tinham como meta defender a integridade territorial de um dos aliados da OTAN e se preparar para possíveis ações militares do inimigo concreto. Na opinião dele, "todos que não são a favor da democracia ocidental contemporânea e das ideias perversas do globalismo poderão se tornar inimigos".

"Nessas manobras foi gasta verba do orçamento do nosso pequeno país destinada ao Ministério da Defesa da Eslováquia, o que na realidade não traz benefício nenhum para o cidadão eslovaco", reclama Zarnovican. 


Segundo ele, seria mais sensato destinar este dinheiro à logística do exército eslovaco ou simplesmente à manutenção do funcionamento das Forças Armadas do país.


Postar um comentário