Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Ministro da Defesa de Israel promete destruir Hamas em caso de guerra na Faixa de Gaza

O chefe do Ministério da Defesa de Israel Avigdor Lieberman advertiu o movimento islâmico Hamas que a próxima guerra com Israel será a última para o grupo. 


Sputnik

Ao mesmo tempo, ele deixou claro que se opõe a uma confrontação armada.


Fumo de míssil lançado pelo Israel à Faixa de Gaza em represália ao ataque proveniente do enclave palestino, 5 de outubro de 2016
Fumaça de míssil lançado por Israel em direção à Faixa de Gaza em 5/10/2016

Nos últimos seis anos Israel realizou seis operações de larga escala na Faixa de Gaza, mas sempre se absteve de derrubar o regime islamista e de reocupar o enclave palestino que os israelenses abandonaram em 2005.

Liberman deu a entender que Israel "não pretende travar novas guerras contra os seus vizinhos na Faixa de Gaza ou na Cisjordânia, no Líbano ou na Síria", sobre o que ele falou ao jornal árabe AlQuds editado em Jerusalém Oriental. 


No entanto, Lieberman avisou que "no caso de o Hamas impor a Israel mais uma guerra, ela será a última" para o movimento. 

Se o Hamas desistir da confrontação armada com Israel, Lieberman promete à Faixa de Gaza investimentos nas zonas industriais, um porto marítimo e um aeroporto.

Anteriormente, em entrevista recente ao canal russo RTVi, o ministro da Defesa israelense frisou que os líderes do Hamas "têm um receio enorme e não querem quaisquer confrontos com Israel".

Ainda segundo Lieberman, os recentes ataques com mísseis provenientes da Faixa de Gaza foram da responsabilidade de pequenos grupos que se opõem ao Hamas e com partilham ideologia próxima do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas