Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Navios da Marinha do Brasil iniciam viagem à Antártica

Indústria de Defesa e Segurança | Ministério da Defesa

A Marinha do Brasil está enviando dois navios hidroceanográficos à Antártica. A missão faz parte 35ª Operação Antártica (OPERANTAR XXXV), que tem por objetivo realizar apoio logístico aos Módulos Antárticos Emergenciais (MAE) da Estação Comandante Ferraz, além de colaborar com projetos de ciência e tecnologia. Nesta segunda-feira (10), às 10 horas, partiu do Arsenal de Marinha, no Rio de Janeiro, rumo ao continente gelado o Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”. O segundo, o navio Polar “Almirante Maximiano”, partirá na sexta-feira (14). 


Os navios permanecerão na Antártica durante seis meses, retornando ao Brasil em abril de 2017. (Foto: Marinha)
Os navios permanecerão na Antártica durante seis meses, retornando ao Brasil em abril de 2017. (Foto: Marinha)

Os navios permanecerão na Antártica durante seis meses, retornando ao Brasil em abril de 2017. Durante este período, eles atuarão nas áreas de oceanografia, hidrografia, biologia, geologia, antropologia e meteorologia.

As atividades científicas envolvem profissionais de instituições de ensino e pesquisa de todo o País, que realizam observações de animais e coleta de amostras do solo e da água. As equipes utilizam os “Navios Antárticos” como plataforma para coleta de dados e apoio nas pesquisas de campo na região polar austral.

Os navios “Ary Rongel” e “Almirante Maximiano” são comandados pelo capitão de Mar e Guerra Nilo Gonçalves de Souza e pelo capitão de Mar e Guerra Carlos André Coronha Macedo, respectivamente, e farão uma primeira escala no porto de Rio Grande (RS). Também estão programadas escalas logísticas nos portos de Punta Arenas (Chile) e de Montevidéu (Uruguai).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas