Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

Observadores russos denunciam ataques de grupos ilegais na Síria

Grupos armados ilegais lançaram 71 ataques na Síria nas últimas 24 horas. A informação foi divulgada pelo boletim diário do Centro Russo para a Reconciliação na Síria. 



Sputnik

"Em um único dia 71 ataques de grupos armados ilegais foram detectados nas províncias de Aleppo, Damasco, Hama e Latakia", diz o comunicado do Centro, publicado no site oficial do Ministério Defesa russo.


Prédios destruídos após ataques aéreos nas proximidades da cidade síria de Aleppo
Aleppo, Síria © REUTERS/ Abdalrhman Ismail


O documento destaca que a Força Aeroespacial da Rússia e a Força Aérea síria não atacaram os grupos armados da oposição que se comprometeram a respeitar a trégua no país.

A Síria vive desde 2011 um conflito no qual o exército do país enfrenta grupos armados da oposição e organizações terroristas, incluindo Daesh (Estado Islâmico) e a Frente al-Nusra, ambas proibidas na Rússia. 


O conflito já causou entre 300.000 e 400.000 mortes, segundo dados da ONU.


Postar um comentário