Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Ofensiva no Iraque provoca deslocamento de terroristas do Daesh para a Síria

Vários veículos cheios de militantes do Daesh estão se concentrando na cidade síria de Raqqa desde o início da ofensiva contra o grupo terrorista em Mossul, no Iraque, segundo informaram fontes locais à Sputnik.


Sputnik


De acordo com essas testemunhas, a concentração ocorre principalmente ao norte de Raqqa, que, considerada a "capital" do Estado Islâmico, se encontra ainda mais fortificada agora. 


Militantes terroristas desfilam pelas ruas de Raqqa (arquivo)
Terroristas do Daesh desfilando em Raqqa, Síria © REUTERS/ Stringer/Files

Nesta segunda-feira, o primeiro-ministro do Iraque, Haider Abadi, anunciou o início da ofensiva militar para libertar a cidade de Mossul, ocupada pelos terroristas desde 2014, sendo considerada o principal centro do Daesh no país. Segundo a mídia local, mais de 60 mil homens, entre soldados iraquianos, combatentes peshmerga e voluntários, participam da operação, que ainda conta com o apoio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.



Postar um comentário