Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Rebeldes sírios tomam cidade de Dabiq do Estado Islâmico

Eles tiveram apoio da Turquia para tomar Dabiq.
Agência diz que 9 rebeldes morreram e outros 28 ficaram feridos.


France Presse


Rebeldes sírios com apoio da Turquia tomaram neste domingo (16) o controle de Dabiq, uma localidade próxima à fronteira turca até agora em mãos do grupo Estado Islâmico (EI), informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). 


Combatentes do Exército de Libertação da Síria lutam contra jihadistas do Estado Islâmico em Dabiq, no norte do país, no sábado (15). Cidade é considerada estratégica para os jihadistas  (Foto: Nazeer al-Khatib / AFP)
Combatentes do Exército de Libertação da Síria lutam contra jihadistas do Estado Islâmico em Dabiq, no norte do país, no sábado (15). Cidade é considerada estratégica para os jihadistas (Foto: Nazeer al-Khatib / AFP)

Segundo a fonte, os jihadistas do EI se retiraram com a chegada dos rebeldes, que também capturaram Soran, uma localidade vizinha.

A cidade no norte do país é uma fortaleza do grupo terrorista. Dabiq tem importância ideológica crucial para os jihadistas por causa de uma profecia sunita que afirma que será o local de uma batalha do fim dos tempos entre as forças muçulmanas e cristãs, de acordo com a France Presse.

Um dos grupos rebeldes, a União Fastaqim, confirmou que Dabiq caiu após violentos combates com o Daesh, o acrônimo em árabe do EI.

O grupo postou no Twitter fotos de um combatentes sentados com suas armas na parte traseira de uma caminhonete, no que parece ser o fundo da localidade de Dabiq.

A agência oficial turca Anadolu explicou que os rebeldes sírios estavam desativando bombas deixadas pelo EI, como geralmente faz quando abandona uma cidade.

Segundo a Anadolu, nove rebeldes morreram e outros 28 ficaram feridos nos combates.



Postar um comentário