Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Representantes da chancelaria norte-coreana fazem reunião secreta com delegados dos EUA

Altos representantes norte-coreanos realizam um encontro não oficial secreto na Malásia com especialistas dos EUA dedicado ao programa nuclear da Coreia do Norte.


Sputnik


Han Song-ryol, diretor do departamento dos EUA da chancelaria norte-coreana, confirmou essas informações ao canal KBS, destacando que as partes "trocaram opiniões sobre um leque de problemas de interesse". 


Míssil exibido durante desfile militar na Coreia do Norte
Desfile militar na Coreia do Norte © REUTERS/ James Pearson

Nas conversações, a parte norte-americana integra o ex-representante oficial do Departamento de Estado dos EUA Robert Galucci. Foi ele e o ex-chefe do departamento da inteligência dos EUA, Joseph DeTrani, que desempenharam o papel crucial na assinatura do Acordo-Quadro entre Pyongyang e Washington em 1994 que prevê a solução do problema nuclear.


Segundo o KBS, a reunião se iniciou às 10h00 de sexta-feira (21) terminou à meia-noite e continuou no sábado.

Vale lembrar que em 9 de setembro, apesar da proibição por parte do Conselho de Segurança, a Coreia do Norte realizou seu quinto teste nuclear, considerado o maior na história do país, com uma potência equivalente a 10 quilotoneladas de TNT. Todos os três mísseis lançados caíram na zona econômica exclusiva do Japão, o que foi avaliado como uma ameaça direta para a segurança deste país.

Postar um comentário