Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Rússia ordena aos Oficiais no exterior para regressarem a casa – Daily Mail

A notícia está a ser avançada pelo Daily Mail, a Rússia está a ordenar a todos os oficiais no exterior para regressarem a casa. O motivo apresentado é o aumento da tensão internacional e a perspetiva de uma guerra global.


Jorge Almeida | RTP

Segundo uma notícia avançada pelo jornal inglês Daily Mail, a Rússia está a ordenar a todos os Oficiais no exterior e aos seus familiares para regressarem a casa. As razões invocadas são o aumento da tensão internacional e a perspetiva de uma guerra global.


Foto: Reuters

De acordo com o site russo ZnaK.com, a ordem é extensível a todos os funcionários russos no exterior e foi pedido para as crianças serem retiradas das escolas internacionais imediatamente.

O jornal inglês teve acesso à informação através de políticos russos e de altas figuras do estado que afirmaram que a ordem foi dada pelo próprio presidente, Vladimir Putin.

Esta alegada ordem acontece um dia depois do Presidente russo ter cancelado uma visita oficial a França na sequência de afirmações do Presidente francês, François Hollande, que disse que os recentes bombardeamentos russos em Aleppo podem ser considerados “crimes de guerra”.

O ex-presidente soviético, Mikhail Gorbachev, avisou que o mundo “está numa situação perigosa” devido ao aumento da tensão entre a Rússia e os Estados Unidos.



Postar um comentário