Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Seis países da Otan enviarão forças para região do mar Negro

Alemanha e Turquia estão entre nações que reforçarão Leste Europeu. Reunião do Conselho Rússia-Otan também está na agenda da aliança ocidental.


ITAR-TASS

Até seis países da Otan estão preparados para enviar suas unidades terrestres, navais e da aéreas para a região do mar Negro em 2017, segundo declarou o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg. O anúncio ocorreu ao término do primeiro dia da reunião de ministros da Defesa da Otan, na quarta-feira (26). 


Unidades começarão a ser enviadas ao mar Negro no início de 2017 Foto:EPA/Vostock-photo

Segundo Stoltenberg, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Holanda, Polônia e Turquia já haviam confirmado seus planos de despachar unidades à Romênia para reforçar a presença da Otan no mar Negro.

Além disso, 17 Estados-membros da aliança ocidental irão enviar forças armadas para se juntar aos quatro batalhões multinacionais a serem implantados no Leste Europeu no início de 2017.

Albânia, Itália, Polônia e Eslovênia irão se associar ao Exército canadense já presente na Letônia; Bélgica, Croácia, França, Holanda, Luxemburgo e Noruega se juntarão aos alemães na Lituânia.

Enquanto isso, Dinamarca e França enviarão unidades para Estônia, onde os britânicos já estão instalados, e Romênia e Reino Unido reforçarão as tropas norte-americanas na Polônia.

Ainda segundo Stoltenberg, a Otan está disposta a realizar uma reunião com embaixadores do Conselho Rússia-Otan em “um futuro próximo”.

  
Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas