Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Seis países da Otan enviarão forças para região do mar Negro

Alemanha e Turquia estão entre nações que reforçarão Leste Europeu. Reunião do Conselho Rússia-Otan também está na agenda da aliança ocidental.


ITAR-TASS

Até seis países da Otan estão preparados para enviar suas unidades terrestres, navais e da aéreas para a região do mar Negro em 2017, segundo declarou o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg. O anúncio ocorreu ao término do primeiro dia da reunião de ministros da Defesa da Otan, na quarta-feira (26). 


Unidades começarão a ser enviadas ao mar Negro no início de 2017 Foto:EPA/Vostock-photo

Segundo Stoltenberg, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Holanda, Polônia e Turquia já haviam confirmado seus planos de despachar unidades à Romênia para reforçar a presença da Otan no mar Negro.

Além disso, 17 Estados-membros da aliança ocidental irão enviar forças armadas para se juntar aos quatro batalhões multinacionais a serem implantados no Leste Europeu no início de 2017.

Albânia, Itália, Polônia e Eslovênia irão se associar ao Exército canadense já presente na Letônia; Bélgica, Croácia, França, Holanda, Luxemburgo e Noruega se juntarão aos alemães na Lituânia.

Enquanto isso, Dinamarca e França enviarão unidades para Estônia, onde os britânicos já estão instalados, e Romênia e Reino Unido reforçarão as tropas norte-americanas na Polônia.

Ainda segundo Stoltenberg, a Otan está disposta a realizar uma reunião com embaixadores do Conselho Rússia-Otan em “um futuro próximo”.

  
Postar um comentário