Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Washingtom Examiner: Pentágono gastou 60 bilhões durante 20 anos em armas inexistentes

Nas últimas duas décadas, o Pentágono gastou pelo menos 58 bilhões de dólares em armas que nunca saíram do papel.


Sputnik


As informações são do site Washingtom Examiner, que analisou o relatório do Pentágono, publicado nesta semana. 


Resultado de imagem para pentágono
Pentágono

No documento do vice-secretário da Defesa dos EUA, Frank Kendall, responsável pela compra de armamentos, há informações sobre 23 programas referentes à elaboração de armas de alto custo. A execução e financiamento de tais projetos foram realizados desde o princípio, sendo interrompidos posteriormente. 


Os projetos mais caros e ilógicos estão relacionados ao desenvolvimento de um sistema militar do futuro para o Exército dos EUA no valor total de mais de 20 bilhões de dólares e de projeto para criação de helicóptero de reconhecimento e ataque RAH-66 Comanche estimado em 9,8 bilhões. 

Ao mesmo tempo, os representantes do Pentágono afirmam que nem todo o montante foi gasto em vão, pois, mesmo quando um programa é interrompido, a tecnologia desenvolvida por ele pode ser usada em outros armamentos.

Postar um comentário