Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Ataque a consulado da Alemanha no Afeganistão deixa mortos e feridos

Autoridades confirmaram as mortes de 5 civis; mais 120 pessoas se feriram.
Um insurgente foi capturado.


EFE

Pelo menos cinco pessoas morreram e mais de 120 ficaram feridas após a detonação de um caminhão-bomba e um ataque ao consulado da Alemanha em Mazar-e Sharif, no norte do Afeganistão, de acordo com informações passadas à Agência Efe por fontes oficiais.


Prédio destruído do consulado da Alemanha no Afeganistão  (Foto: Farshad Usyan / AFP Photo)
Prédio destruído do consulado da Alemanha no Afeganistão (Foto: Farshad Usyan / AFP Photo)

O ataque, no final da noite de quinta-feira (10), começou por volta das 23h (hora local), afirmou Munir Ahmad Farhad, porta-voz do governador da província de Balkh, de onde Mazar-e Sharif é a capital.

Um integrante do grupo que atacou o prédio foi capturado. As autoridades não informaram quantos insurgentes morreram.

O porta-voz afirmou que cinco civis morreram e dezenas ficaram feridos. ele não soube dizer se havia mais vítimas dentro do consulado.

Por sua vez, o porta-voz talibã Zabiullah Mujahid disse em comunicado que o ataque aconteceu como vingança pelo recente bombardeio de "países invasores" na província de Kunduz, que deixou vítimas civis, e acusou os alemães de estarem por trás de "todos os crimes" nessa região.

Segundo a versão dos insurgentes, que geralmente exageram nos resultados de suas ações, a maior parte do consulado foi destruída no ataque, e "seus espiões, soldados e outros empregados morreram ou ficaram feridos".

O presidente afegão, Ashraf Ghani, anunciou o envio de uma equipe para a província com o objetivo de investigar o ataque, enquanto o chefe das tropas dos Estados Unidos e a Otan no país, general John Nicholson, prometeu colaborar com as autoridades de Cabul para esclarecer os detalhes.


Postar um comentário