Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Daesh escava túneis para fugir de Mossul

No quadro da operação de libertação de Mossul, o exército governamental e as forças peshmerga conseguiram recuperar dos jihadistas 81 povoados e três vilas.


Sputnik


No âmbito da ofensiva em massa contra Mossul os militantes do Daesh escavam túneis e passagens subterrâneas para escapar aos soldados do exército e forças peshmerga e para se esconderem dos ataques aéreos da coalizão. 


Daesh escava túneis para fugir de Mossul
Túnel escavado pelo Daesh para fugir de Mossul © Sputnik/ Hikmet Durgun

Um jornalista da Sputnik Turquia tomou fotos e examinou alguns túneis na povoação de Hemdaniye, libertada recentemente do Daesh, e falou com o representante das forças peshmerga Merdem Fevzi. 


Hemdaniye, situada a 10 quilômetros de Mossul, foi libertada pelas forças peshmerga nove dias atrás. Ali foram encontrados vários túneis escavados pelos terroristas do Daesh. Um deles, com um metro de largura e 300 metros de comprimento, foi escavado dentro da mesquita da povoação. Dentro dos túneis foram encontrados objetos de primeira necessidade usados pelos jihadistas. Além disso, foi descoberto que os túneis escavados pelo Daesh foram eletrificados. 

Daesh escava túneis para fugir de Mossul
© Sputnik/ Hikmet Durgun

Merdem Fevzi disse à Sputnik que a povoação foi limpa dos militantes do Daesh na sequência de violentos confrontos:

“Os jihadistas organizaram uma forte resistência, mas por fim as forças peshmerga conseguiram vencê-la. Todos os 30 militantes do Daesh foram mortos. Neste momento, estão em curso trabalhos ativos de limpeza e desminagem do território. No quadro desses trabalhos nós encontramos numerosos túneis com centenas de metros de comprimento que os jihadistas escavaram para se esconderem neles dos bombardeamentos da coalizão e, se fosse preciso, para escaparem. Os militantes dormiam e viviam dentro destes túneis esperando pelo fim dos ataques aéreos. A terra que ficava após o processo de escavação foi colocada por eles em sacos que depois foram usados para mascarar a entrada dos túneis. Nós supomos que a maior parte dos túneis foi escavada pelos militantes pouco antes do início da operação de Mossul.”
 

Em 16 de outubro de 2016, as Forças Armadas do Iraque, juntamente com outros grupos armados, que incluem as formações curdas peshmerga, iniciaram a ofensiva contra Mossul, uma das duas "capitais" do grupo terrorista Daesh.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas