Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Destróier norte-americano descoberto na Romênia

O destróier da Marinha norte-americana USS Carney, equipado com o sistema de combate Aegis, se encontra fica no mar Negro próximo do porto romeno de Constança.


Sputnik


Navios de reconhecimento, bem como outras forças da Frota do Mar Negro da Rússia estão monitorando o navio, disse à agência russa RIA Novosti na terça-feira (25) uma fonte diplomática militar. 


Destróier com mísseis teleguiados USS Carney patrulha golfo Pérsico (foto de arquivo)
USS Carney © AFP 2016/ FELIX GARZA/Marinha dos EUA

"Com efeito, ele se encontra na região de Constança. A vigilância sobre ele está sendo realizada por navios de reconhecimento e radares costeiros, bem como pela aviação naval da Frota do Mar Negro", disse a fonte. 


Antes, a mídia informou que o destróier da Marinha norte-americana USS Carney passou pelos estreitos do mar Negro. 

Os destróieres com mísseis teleguiados Carney, Ross, Porter e Donald Cook, em conjunto com instalações terrestres de defesa antimíssil na Polônia e Romênia, também equipados com o sistema Aegis, são elementos do segmento europeu da defesa antimíssil nacional dos EUA. 

A Convenção de Montreux de 1936 limita a presença de navios de guerra de países que não são banhados pelo mar Negro a 21 dias.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas