Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Estágio de Operações na Selva para o Exército Chinês

61º BIS | Forças Terrestres

Cruzeiro do Sul (AC) – No período de 19 de setembro a 21 de outubro, o Capitão Cleidilson Marcelo Ferreira Siqueira, integrante do 61º Batalhão de Infantaria de Selva (61º BIS), juntamente com outros três militares do Comando Militar da Amazônia, participou do planejamento e da condução do Estágio de Operações na Selva na Academia de Operações Especiais do Exército da China, localizada na cidade de Ghangzhou (República Popular da China). 


estagio-de-operacoes-na-selva-para-o-exercito-chines-3

A atividade contou com a participação de 67 Cadetes do 2º ano do Curso de Formação de Oficiais, da Academia do Exército da Nação Amiga. Foram ministradas instruções de Vida na Selva e de Técnicas Especiais e Módulos de Patrulhas.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas