Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

EUA alertam cidadãos para ataque terrorista massivo no Tajiquistão

A embaixada dos EUA no Tajiquistão alertou nesta quarta-feira (9) os cidadãos dos EUA sobre um aumento da ameaça terrorista no país da Ásia Central. 

Sputnik

"A embaixada dos EUA em Dushanbe recebeu informações de que grupos terroristas podem tentar atingir grandes reuniões públicas e/ou travessias de fronteiras com o Afeganistão. Esta mensagem é uma atualização sobre o risco de ataque terrorista no Tajiquistão", afirmou a missão diplomática em comunicado.
Fronteira entre Tajiquistão e Afeganistão.
Fronteira entre o Tadjiquistão e o Afeganistão © AFP 2016/ VYACHESLAV OSELEDKO

A embaixada norte-americana também deu aos cidadãos dos EUA no Tajiquistão várias recomendações específicas.

"Com isso em mente, a embaixada dos EUA em Dushanbe está recomendando aos cidadãos dos EUA fazer o seguinte: evitar grandes multidões e transporte público na medida do possível; em viagens em Gorno-Badakhshan, evitar acampar ou andar de bicicleta após o anoitecer na vizinhança da fronteira afegã, especialmente entre áreas povoadas. Não ficar ao ar livre depois de escurecer", continuou a declaração.

Postar um comentário