Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Exército sírio destrói unidade da Frente Fatah al-Sham na província de Daraa

Os confrontos entre o exército sírio e o grupo terrorista Frente Fatah al-Sham (ex-Frente al-Nusra) estão ocorrendo na província sudoeste de Daraa na Síria e já deixaram pelo menos 15 feridos e mortos, informou a agência SANA news na quinta-feira (10) ao citar fontes.


Sputnik


Segundo os dados, as forças do governo sírio destruíram uma unidade da Frente Fatah al-Sham na província de Daraa. De acordo com SANA news, os militantes perderam a maior parte de seu equipamento e armas. 


Fumaça liberada em ataque aéreo realizado pelas forças do governo sírio numa região da província de Daraa tomada por rebeldes, sul da Síria, 26 de outubro de 2016
Província de Daraa, na Síria © AFP 2016/ MOHAMAD ABAZEED

Nas últimas semanas, a mídia tem informado que o exército sírio fez avanços consideráveis contra os extremistas na província de Daraa, que faz fronteira com a Jordânia. Segundo dados, nessa província as forças dos EUA treinavam um grupo de rebeldes sírios. 


Desde março de 2011, Síria vive um conflito armado no qual o governo enfrenta grupos de oposição armados e organizações terroristas, incluindo Daesh e Frente al-Nusra (proibidos na Rússia e em vários outros países). A guerra na Síria, segundo avaliações da ONU, já provocou a morte de 300 a 400 mil pessoas.

Postar um comentário