Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

Explosão em Aleppo mata ao menos 12 civis e deixa cerca de 50 feridos

Ataque ocorreu em região de comerciantes controlada por milícias curdas.
ONG não descarta aumento de vítimas fatais devido à gravidade dos feridos.


EFE


Pelo menos 12 civis morreram neste domingo e cerca de 50 ficaram feridos por uma explosão de origem desconhecida na província setentrional síria de Aleppo, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. 


Homem caminha ao lado de prédios destruídos no bairro controlado por rebeldes al-Sukkari em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)
Homem caminha ao lado de prédios destruídos no bairro controlado por rebeldes al-Sukkari em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)

O fato ocorreu na zona de
Gazauiya, localizada nos arredores da cidade de Afarin, no noroeste de Aleppo, e as vítimas são em sua maioria comerciantes, vendedores, motoristas e cidadãos, segundo fontes médicas citadas pela ONG.

Gazauiya é um centro de reunião de comerciantes e vendedores que chegam com caminhões para transportar mercadorias ao norte de Aleppo e outras áreas.

O Observatório não descartou a possibilidade de que aumente o número de vítimas fatais devido à gravidade de vários feridos.

Até agora são desconhecidas as causas da explosão na região, que está sob o controle de milícias curdas, e próxima a áreas de população árabe, controladas por facções rebeldes e islamitas.



Postar um comentário