Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

F-35B pega fogo em voo

Guilherme Poggio | Poder Aéreo
 
Um jato F-35B de decolagem e pouso vertical do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA sofreu seu primeiro grande acidente quando um incêndio irrompeu na baia de armas da aeronave durante um voo de treinamento. O piloto não se feriu e pousou o avião em segurança na base de Beaufort, na Carolina do Sul. 


F-35B em testes para a IOC - foto 2 USAF
Lockheed Martin F-35 Lightining | Foto: USAF

O incidente ocorreu em 27 de outubro. Uma investigação sobre o assunto está em andamento e é muito cedo para determinar o que pode ter causado o incêndio.

Este é o primeiro incidente Classe A ocorrido com um F-35B, disse a porta-voz do Corpo de Fuzileiros Navais, Sarah Burns. Tais percalços envolvem perda de vida ou danos de mais de US $ 2 milhões.

Este é o segundo incidente de maior gravidade do programa F-35 desde setembro, quando um F-35A da USAF pegou fogo durante um exercício na base Mountain Home, Idaho.

O incidente com o avião da USAF ocorreu pouco depois da Força Aérea descobrir que o isolamento dos dutos de refrigeração do F-35A estava se desintegrando no interior do tanque de combustível, levando o serviço a suspender as operações de voo de 15 F-35A.

O F-35B não tem o mesmo problema, disse Mike Rein, porta-voz do contratado principal Lockheed Martin.

“A questão tubo de refrigerante só ocorreu no modelo F-35A”, disse Rein.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas