Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

Índia 'vinga' morte de soldados na fronteira com Paquistão

Pelo menos quatro civis morreram e sete ficaram feridos devido a um grande ataque das forças indianas na linha divisória na Caxemira, informou na quarta-feira (23) o serviço de imprensa do exército paquistanês. 


Sputnik

Segundo a mídia indiana, o exército usou tanto morteiros, como armas leves fazendo fogo sobre as posições do exército paquistanês. 


Forças de segurança da Índia em Pampore, nos arredores de Srinagar, Caxemira
Militares indianos próximo a Caxemira © AP Photo/ Dar Yasin


Por sua vez, o serviço de imprensa do Paquistão afirma que foi alvejado um ônibus com civis. A edição Dawn cita a polícia que comunicou a morte de 9 pessoas e 11 feridos.

As relações entre a Índia e o Paquistão se deterioraram após setembro do ano passado, quando uma base do exército indiano foi atacada no estado de Jammu e Caxemira.

Nova Delhi acusou do ataque, que deixou 19 soldados indianos mortos, os terroristas que penetraram na Índia a partir do território controlado pelo Paquistão. Islamabad, entretanto, negou o envolvimento no incidente. 


Os exércitos da Índia e do Paquistão na Caxemira estão separados por uma linha de controle na qual se têm registrado incidentes quase diários nas últimas semanas.


Postar um comentário