Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Troféus de guerra: tecnologias militares desviadas nos últimos 20 anos

A espionagem na indústria militar é uma das formas mais eficazes de obter a tecnologia que não se possui. Na guerra invisível conduzida pelos serviços secretos todos os meios são usados.
Sputnik

A Sputnik conta sobre as tecnologias das quais, em vários momentos, os governos conseguiram se apropriar. 

Drone desaparecido

Em 4 de dezembro de 2011, o mais novo drone stealth norte-americano RQ-170 Sentinel desapareceu no oeste do Afeganistão. Segundo o Pentágono, alguém "cortou" o canal de comunicação entre o drone e o operador. Cinco dias depois, um veículo aéreo não tripulado com características de design semelhantes foi apresentado na televisão iraniana. Ainda não se sabe exatamente como o controle do drone foi interceptado. Especialistas acreditam que isso não poderia ter acontecido sem um moderno sistema de guerra eletrônica entregue ao Irã pela Rússia ou China. Não há informações oficiais sobre esse assunto.

O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, apelou às autoridades da Repúbl…

Japão dará mais liberdade a militares no Sudão do Sul

As Forças de Autodefesa do Japão receberam permissão para atuar de forma mais efetiva na missão enviada para o Sudão do Sul, participando de operações de resgate e ficando menos sujeita a restrições no que diz respeito ao uso de armas, segundo informou a mídia japonesa. 


Sputnik

De acordo com a agência Kyodo, o governo japonês considerou que, com a mudança, o Japão poderá realizar um trabalho melhor de proteção regional e de segurança internacional. Anteriormente, os militares presentes no país africano tinham funções limitadas a construção de infraestrutura. 
Soldados das Forças de Autodefesa do Japão
Militares da Força de Autodefesa do Japão © AFP 2016/ Frederic J. Brown

O Sudão do Sul foi tomado por um conflito étnico armado em dezembro de 2013, um ano e meio após sua independência do Sudão. Mais de um milhão de pessoas tiveram que deixar suas casas por conta dos combates. As forças japonesas vêm atuando na região desde 2012.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas