Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Única mulher a bordo do submarino argentino desaparecido é oficial pioneira

Eliana María Krawczyk, de 35 anos, é a 'primeira submarinista' da Argentina. O ARA San Juan desapareceu com 44 tripulantes no Atlântico Sul.
G1

Única mulher no submarino militar argentino desaparecido com 44 tripulantes no Atlântico Sul, Eliana María Krawczyk, de 35 anos, é descrita pela imprensa local como primeira oficial submarinista do país e da América do Sul. Ela ocupa o cargo de chefe de armas do ARA San Juan, que perdeu contato com a terra na sexta-feira (17).

Eliana nasceu em Oberá, na província de Misiones, no nordeste da Argentina, e só conheceu o mar aos 21 anos de idade, destaca o perfil do jornal "Clarín". Após se formar no ensino médio, ela se matriculou na Universidade de Misiones para fazer faculdade de Engenharia Industrial.

Duas tragédias familiares levaram Eliana a desistir do curso: a morte de um irmão, em um acidente de trânsito, e a morte da mãe, em decorrência de um problema cardíaco.

Em um perfil publicado em 2015 na revista "Viva", que …

Mais um agente da inteligência ucraniana detido na Crimeia

Na terça-feira (15), em Simferopol, uma das maiores cidades da Crimeia, foi detido um alegado agente da Direção principal da inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia, disse à RIA Novosti uma fonte na polícia.


Sputnik


O alegado agente foi apreendido com granada, pistola e objetos que seriam utilizados para construção de aparelho explosivo artesanal. 


Foto de arquivo: funcionário do FSB durante uma detenção
FSB da Rússia

Na semana passada, o Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) informou que sabotadores ucranianos foram detidos em outra cidade da península – Sevastopol. Segundo informações dos serviços de segurança, os detidos estavam planejando sabotagem contra instalações militares na Crimeia. Durante a detenção dos suspeitos, foram apreendidos explosivos de grande potência, armas e mapas de instalações militares. Todos foram detidos e prestaram testemunho.



Postar um comentário