Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Militares britânicos consideram Armata o tanque mais revolucionário da geração

A inteligência militar britânica acredita que o tanque russo T-14 Armata é o resultado mais revolucionário em construção de tanques nos últimos 50 anos, escreve o jornal Sunday Telegraph, citando um documento interno do Ministério da Defesa do Reino Unido. 


Sputnik

"Sem exagero algum, o Armata representa o avanço qualitativo mais revolucionário na construção de tanques em meio século, e não é de admirar que ele tenha feito sensação", diz o documento, acrescentando que "em sua versão completa, o Armata justifica todos os gastos, sendo o tanque mais revolucionário da geração". 


Tanque de guerra T-14 Armata
T-14 Armata © Sputnik/ Aleksandr Vilf


Além disso, a inteligência militar britânica questiona por que o Governo do Reino Unido não tem planos para de criar nos próximos 20 anos um carro de combate que possa competir com o tanque russo e põe em dúvida a capacidade do país de fazer frente à ameaça que representa o Armata.

O Sunday Telegraph esclarece, no entanto, que não se trata de uma declaração oficial do Ministério da Defesa britânico.

Desenvolvido exclusivamente na Rússia, o T-14 Armata é pioneiro da terceira geração de carros de combate principais fabricados após a Segunda Guerra Mundial. 


O T-14 Armata é o único tanque de terceira geração construído após a guerra desenvolvido pela Rússia. A plataforma universal Armata permite produzir, além de tanques, veículos de combate de infantaria e transportes blindados pesados, veículos de apoio a tanques, de comando e controle e de reconhecimento.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas