Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Ministro da Defesa russo: cooperação militar com China não ameaça países terceiros

A cooperação militar russo-chinesa contribui para a consolidação da paz e estabilidade no continente euroasiático e para além dele. Esta cooperação não é dirigida contra outros países e não representa ameaça para eles, declarou hoje (23) ministro da Defesa russo, general Sergei Shoigu.


Sputnik


"Frente à instabilidade política mundial é importante que a Rússia e a China mostrem a prontidão de defender a paz e consolidar a segurança internacional. Destaco que a cooperação bilateral militar não é dirigida contra outros países, não representa ameaça e favorece a solidificação da paz e estabilidade no continente euroasiático e para além dele", disse Shoigu durante um encontro com o ministro da Defesa da China, coronel-general Chang Wanquan. 


Russia's Defense Minister Sergei Shoigu
Serguei Shoigu © Sputnik/ Sergei Guneev

Shoigu frisou que a cooperação militar e técnico-militar entre a Rússia e a China "é focada no aumento da capacidade de enfrentar os desafios e ameaças modernos, em primeiro lugar, o terrorismo internacional". 


O ministro apontou que a Rússia está interessada na intensificação da cooperação com a China, no âmbito da Organização de Cooperação de Xangai. 

Ele também saudou a disposição de Pequim de realizar no seu território uma série de Jogos Militares internacionais no ano de 2017. "Isso vai ajudar a expandir a geografia dos Jogos e aumentar a sua popularidade", disse o Shoigu.

Segundo a avaliação do ministro russo, "as relações russo-chinesas estão em um nível alto e continuam se desenvolvendo de forma constante". "Os encontros regulares entre líderes de nossos países incutem a dinâmica necessária ao desenvolvimento da parceira global e interação estratégica, inclusive na área militar", disse Sergei Shoigu, sublinhando que Vladimir Putin e Xi Jinping já realizaram cinco encontros neste ano para discutir a cooperação bilateral.

O ministro salientou que "a expansão das relações com a China pela linha dos departamentos de defesa é a prioridade incondicional". 


Shoigu assinalou que na quarta-feira (23) ele e o coronel-general Xu Quilang, vice-presidente do Comitê Central Militar chinês, realizaram a vigésima primeira reunião sobre assuntos da cooperação técnico-militar e estão "satisfeitos com o resultado". 

Ele expressou confiança de que a atual reunião com o ministro da defesa da China servirá para fortalecer ainda mais a parceria estratégica entre a Rússia e a China e as forças armadas dos dois países.

Postar um comentário