Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

OTAN pretende aumentar prontidão dos milhares de militares devido à 'agressão' russa

OTAN planeja colocar "centenas de milhares de militares" em regime de prontidão devido a crescente tensão com a Rússia, informa Times, citando o Secretário Geral da Aliança, Jens Stoltenberg. 


Sputnik

De acordo com o jornal, a liderança da OTAN pretende preparar um número significativo de militares terrestres para possível confronto contra a "agressão russa".


Resultado de imagem para jens stoltenberg nato
Jens Stoltenberg, Secretário Geral da OTAN


Stoltenberg disse que, há anos, a Aliança observou o crescimento militar da Rússia, bem como o uso de ativa divulgação de tal crescimento entre seus aliados. Sendo assim, a OTAN “se vê obrigada a dar uma resposta” a Moscou com um reforço mais significativo de segurança coletiva desde o fim da Guerra Fria, disse ele.

“Nos exércitos dos países-membros da OTAN há bastante militares. Agora estamos examinando as opções de redução de tempo em prol do aumento dos militares destas tropas”, disse o secretário-geral da OTAN.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas