Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Regime de Obama poderá entrar para história como fundador da Frente al-Nusra?

O regime do presidente dos EUA, Barack Obama, poderá fazer parte da história como regime que criou mais um poderoso grupo terrorista – Frente al-Nusra (proibido na Rússia e em vários outros países). 


Sputnik

A declaração foi feita pelo chefe do Comitê de Assuntos Internacionais da Duma de Estado da Rússia (câmara baixa do parlamento russo), Leonid Slutsky.


Presidente dos EUA Barack Obama.
Barack Obama, presidente dos EUA © REUTERS/ Carlos Barria


"Infelizmente, como o regime de Reagan, criador do Al-Qaeda no Afeganistão, que apoiam os jihadistas, e o regime de Bush que fundou o Daesh (ambos os grupos terroristas são proibidos na Rússia), que destruíram o poder governamental neste país… da mesma forma, estou preocupado que o regime de Barack Obama entre para a história como fundador de mais um grupo terrorista poderoso – Frente al-Nusra", explicou Slutsky aos jornalistas.

O parlamentar russo acredita ter sido "estranho o pedido dos EUA à Rússia para não bombardear territórios onde se instalou a Frente al-Nusra", considerada um braço da Al-Qaeda. 


Na opinião de Slutsky, isso apenas indica que "a parte americana está protegendo a Frente al-Nusra" para depois usá-la na "queda do regime do presidente sírio, Bashar Assad".


Postar um comentário