Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Rússia envia aviões com hospital de campanha, médicos e equipamentos à Síria

Ministério da Defesa da Rússia enviou a Aleppo aviões com médicos militares e um hospital móvel, informa o ministério russo.


Sputnik


"Aviões de transporte do Ministério da Defesa da Rússia levando a bordo uma unidade especial de médicos militares e um hospital móvel com equipamentos partiram à República Árabe da Síria", se diz no comunicado do ministério russo.


Médicos russos fazem consultas a residentes da cidade de Kaukab durante a distribuição de ajuda humanitária russa
Médicos russos fazem atendimento na Síria © Sputnik/ Maksim Blinov

Como foi informado, ao chegar à Síria os médicos militares russos vão ajudar a população civil e os refugiados na cidade de Aleppo. 


"O hospital móvel consiste de serviço de urgência, seção pediátrica, seção cirúrgica e reanimação, gabinete de raios x, laboratório de análises clínicas", adianta o comunicado. 

Se destaca que, tomando em conta as condições difíceis em Aleppo, a unidade de médicos é reforçada com profissionais obstetras e pediatras. O hospital têm todo o equipamento necessário.


Postar um comentário