Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Rússia instala sistemas de mísseis nas Curilas

Complexos de mísseis Bastion e Bal foram instalados nas ilhas Curilas, nomeadamente em Iturup e Kunashir. 


Sputnik

A respectiva informação foi divulgada pela revista da Frota do Pacífico da Rússia e citada pela mídia russa, inclusive pela agência RIA Novosti.


Sistema de mísseis antinavio Bastion.
Sistema de mísseis antinavios Bastion © Sputnik/ Sergey Pivovarov


A revista não especificou quando os complexos militares foram instalados nas ilhas, mas notou que dois batalhões prestam serviço no local, um dos quais, localizado em Iturup, está se preparando para realizar ensaios destes mísseis. Um dos complexos pode ter até 36 mísseis.

Os complexos Bastion e Bal são destinados a controlar as águas territoriais e proteção da costa em zonas acessíveis para tropas de desembarque. 


O complexo Bastion tem um alcance de até 500 km; o sistema Bal é capaz de atingir alvos na distância de cerca 300 km. 

Uma das duas ilhas, Itutup, é um dos territórios reivindicados pelo Japão. Tóquio baseia-se no tratado de comércio bilateral e de fronteiras de 1855.

Postar um comentário