Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Shoigu: Pentágono não deve confundir 'ordem mundial' com 'ordem imposta pelos EUA'

O ministro da Defesa da Rússia, Serguei Shoigu, afirmou nesta segunda-feira (12) que o Pentágono não deve confundir "ordem mundial" com uma "ordem imposta pelos EUA".


Sputnik


"Quanto mais cedo os EUA perceberem que manutenção da ordem mundial não é uma prerrogativa do Pentágono, mais cedo serão resolvidos todos os conflitos, incluindo o da Síria", disse Shoigu. 


Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu durante o Segundo festivalo da Sociedade geográfica russa
Ministro da Defesa da Rússia Sergei Shoigu © Sputnik/ Ramil Sitdikov

De acordo com ele, o apoio a uma ordem mundial pacífica é a responsabilidade de toda a comunidade internacional, não somente do Pentágono. 


Ao comentar as acusações do chefe do Pentágono, Ashton Carter, de que a Rússia estaria minando as fundações da ordem mundial, Shoigu afirmou que a Rússia sempre se colocou a favor da preservação de um mundo justo e multipolar, no interesse de todos os países. 

Anteriormente, Ashton Carter havia declarado que os EUA não buscam um inimigo na Rússia, mas que os "Estados Unidos vão proteger seus aliados, uma ordem mundial pacífica e um futuro positivo". 

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas