Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Submarino nuclear avançado entra no serviço da Marinha dos EUA

O submarino nuclear avançado USS Illinois dos EUA entrou oficialmente ao serviço da Marinha norte-americana. Da cerimônia de entrega participou a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama. 

Sputnik

"Sinto-me orgulhosa porque fazer parte deste evento", disse ela, falando em um estaleiro militar em Groton, no estado de Connecticut. 
USS Illinois da Marinha dos EUA, ceremônia de lançamento, Groton, Connecticut. 29 de outubro de 2016
USS Illinois © REUTERS/ MICHELLE MCLOUGHLIN
A esposa do presidente dos EUA chefiou a cerimônia de entrega do submarino ao serviço da Marinha. A cerimônia foi transmitida no site do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

USS Illinois foi construído pela empresa Dynamics Electric Boat e custou 2,7 bilhões de dólares.

O comandante do submarino, Jess Porter, descreveu o USS Illinois como uma "arma furtiva" que pode exercer pressão sobre os adversários de maneira a tornar os EUA mais seguros.

Postar um comentário