Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Terroristas planejavam atentados em lugares públicos de Moscou e São Petersburgo

A Agência Federal de Segurança da Rússia (FSB) informou neste sábado (12) que vários membros de grupos terroristas estavam planejando ataques em lugares públicos da capital russa Moscou e na cidade de São Petersburgo. 


Sputnik

Segundo a informação divulgada pelo FSB, os terroristas tinham planos de usar fuzis e explosivos durante os ataques. 


Foto de arquivo: funcionário do FSB durante uma detenção
FSB da Rússia

O comunicado destaca que foram detidos dez membros de um grupo criminoso que estavam preparando os ataques. Os detidos tinham bombas artesanais, armas e aparelhos de comunicação. 

"Como resultado da realização de operações de busca e investigação em Moscou e São Petersburgo, em 12 de novembro foram detidos 10 terroristas", diz o comunicado. 

Os suspeitos da preparação de atentados estão neste momento prestando declarações sobre seus contatos com chefes do grupo terrorista Daesh, proibido na Rússia. 

O FSB informou também que os detidos já confessaram quais eram seus alvos e quem são seus cúmplices na Rússia e no estrangeiro.

Postar um comentário