Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Terroristas planejavam atentados em lugares públicos de Moscou e São Petersburgo

A Agência Federal de Segurança da Rússia (FSB) informou neste sábado (12) que vários membros de grupos terroristas estavam planejando ataques em lugares públicos da capital russa Moscou e na cidade de São Petersburgo. 


Sputnik

Segundo a informação divulgada pelo FSB, os terroristas tinham planos de usar fuzis e explosivos durante os ataques. 


Foto de arquivo: funcionário do FSB durante uma detenção
FSB da Rússia

O comunicado destaca que foram detidos dez membros de um grupo criminoso que estavam preparando os ataques. Os detidos tinham bombas artesanais, armas e aparelhos de comunicação. 

"Como resultado da realização de operações de busca e investigação em Moscou e São Petersburgo, em 12 de novembro foram detidos 10 terroristas", diz o comunicado. 

Os suspeitos da preparação de atentados estão neste momento prestando declarações sobre seus contatos com chefes do grupo terrorista Daesh, proibido na Rússia. 

O FSB informou também que os detidos já confessaram quais eram seus alvos e quem são seus cúmplices na Rússia e no estrangeiro.

Postar um comentário