Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Tribunal Penal Internacional: CIA e exército dos EUA praticaram tortura no Afeganistão

A procuradora-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda, declarou que as provas a sua disposição até o presente momento permitem supor que a CIA e os militares norte-americanos no Afeganistão praticaram torturas e outros crimes de guerra durante interrogatórios. 

Sputnik

“A informação da qual dispomos no momento oferece fundamentos suficientes para supor que, durante o interrogatório dos detidos… membros das forças armadas dos EUA e da CIA recorreram a meios considerados pela comissão como crimes de guerra. Inclusive torturas, maus tratos, bem como crimes contra honra e violência”, afirmou a procuradora em seu relatório anual sobre investigações preliminares.
Ato da Witness contra tortura: continuo esperando por sua humanidade, diz a placa em inglês
Manifestação da Witness contra a tortura © flickr.com/ Justin Norman

Os Estados Unidos iniciaram uma operação militar no Afeganistão em 2001, com objetivo de derrubar o regime do grupo Talibã e de combater os terroristas da Al-Qaeda no país. Segundo plano original da atual administração norte-americana, as tropas dos EUA deveriam deixar completamente o país em 2014, No entanto, o governo Obama acabou por solicitar a permanência de uma parte do contingente para auxiliar as forças de segurança locais.

Postar um comentário