Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

10 mortos, mais de 50 feridos na sequência de bombardeio em Aleppo

Dez pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas em resultado de um ataque realizado por terroristas em dois bairros durante a oração de sexta-feira. 


Sputnik

Pelo menos dez pessoas morreram e mais de 50 sofreram ferimentos de diferentes graus de gravidade em resultado de bombardeios realizados por agrupamentos terroristas em dois bairros da cidade síria de Aleppo durante a oração de sexta-feira, informa o jornal Al-Watan. 


Mesquita em Aleppo
Aleppo, Síria © Sputnik/ Ilia Pitalev


De acordo com os dados do jornal, os projéteis lançados por terroristas explodiram nos bairros de al-Azamia e Seif al-Dawla. Como destaca a edição, logo depois do ataque o exército sírio lançou um ataque de resposta contra o bairro a partir do qual foi realizado o bombardeio. 

A oração de sexta-feira é obrigatória para todos os homens muçulmanos solteiros e maiores da idade, a não comparência nesta oração é inadmissível sem uma causa justificável.

A artilharia do exército sírio recomeçou os ataques contra posições e postos de comando dos grupos radicais na parte sudeste da cidade. As ofensivas, como informou antes a fonte militar à RIA Novosti, foram reiniciadas em todas as frentes depois de realizada a maior evacuação até hoje de civis para fora da zona de combates.

Durante as últimas três semanas o exército governamental e tropas irregulares sírias libertaram mais de 80% do território de Aleppo oriental, que foi tomada por extremistas em 2012. Agora os jihadistas estão nos bairros do sul e esta é a sua última zona de resistência. De acordo com as milícias, neste momento os radicais controlam oito bairros cuja superfície total não supera os 10-12 quilômetros quadrados. 


Como declarou o presidente sírio Bashar Assad em uma entrevista ao jornal Al-Watan, a retomada de controle da capital do norte do país "não significará o fim da guerra na Síria, mas será um grande passo nessa direção".


Postar um comentário

Postagens mais visitadas