Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

10 mortos, mais de 50 feridos na sequência de bombardeio em Aleppo

Dez pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas em resultado de um ataque realizado por terroristas em dois bairros durante a oração de sexta-feira. 


Sputnik

Pelo menos dez pessoas morreram e mais de 50 sofreram ferimentos de diferentes graus de gravidade em resultado de bombardeios realizados por agrupamentos terroristas em dois bairros da cidade síria de Aleppo durante a oração de sexta-feira, informa o jornal Al-Watan. 


Mesquita em Aleppo
Aleppo, Síria © Sputnik/ Ilia Pitalev


De acordo com os dados do jornal, os projéteis lançados por terroristas explodiram nos bairros de al-Azamia e Seif al-Dawla. Como destaca a edição, logo depois do ataque o exército sírio lançou um ataque de resposta contra o bairro a partir do qual foi realizado o bombardeio. 

A oração de sexta-feira é obrigatória para todos os homens muçulmanos solteiros e maiores da idade, a não comparência nesta oração é inadmissível sem uma causa justificável.

A artilharia do exército sírio recomeçou os ataques contra posições e postos de comando dos grupos radicais na parte sudeste da cidade. As ofensivas, como informou antes a fonte militar à RIA Novosti, foram reiniciadas em todas as frentes depois de realizada a maior evacuação até hoje de civis para fora da zona de combates.

Durante as últimas três semanas o exército governamental e tropas irregulares sírias libertaram mais de 80% do território de Aleppo oriental, que foi tomada por extremistas em 2012. Agora os jihadistas estão nos bairros do sul e esta é a sua última zona de resistência. De acordo com as milícias, neste momento os radicais controlam oito bairros cuja superfície total não supera os 10-12 quilômetros quadrados. 


Como declarou o presidente sírio Bashar Assad em uma entrevista ao jornal Al-Watan, a retomada de controle da capital do norte do país "não significará o fim da guerra na Síria, mas será um grande passo nessa direção".


Postar um comentário

Postagens mais visitadas