Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Avião do Ministério da Defesa da Rússia faz pouso de emergência com 39 a bordo

Acidente ocorreu na região de Iacútia, na Sibéria, nesta segunda-feira (19). Segundo o governo, 32 pessoas se feriram, 16 delas em estado grave.


Por G1, em São Paulo


Um avião do Ministério da Defesa russo com 39 pessoas a bordo fez um pouso de emergência na região de Iacútia, na Sibéria, nesta segunda-feira (18). De acordo com o governo, todos os ocupantes da aeronave sobreviveram, sendo que 32 pessoas ficaram feridas, 16 em estado grave. O ministério chegou a divulgar que 27 pessoas teriam morrido, mas corrigiu a informação. 

Resultado de imagem para ilyushin il-18
Ilyushin Il-18

O modelo militar IL-18, um quadrimotor turboélice, transportava 32 passageiros e sete tripulantes. A decolagem ocorreu na cidade de Kansk e a queda foi por volta das 4h45 no horário local (23h45 de domingo, em Brasília), perto do distrito de Bulun, no extremo oriente do país, a cerca de 35 km da cidade de Tiksi, às margens do mar de Laptev.

Um porta-voz dos serviços de emergência disse à agência "Interfax" que uma falha técnica ou as más condições do tempo reinante na área podem ter sido as causas do acidente. A aeronave se despedaçou em três partes.

Segundo o governo, 32 ocupantes do avião foram levados em helicópteros para um hospital de Tiksi e aqueles feridos que estejam em condições de ser transportado serão transferidos para centros médicos de Moscou e São Petersburgo. A Reuters informou que 23 dos feridos permanecem internados.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas