Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Aviões russos realizaram 64 ataques contra terroristas impedindo seu avanço a Palmira

Durante a noite passada o exército sírio repeliu, com apoio da Força Aeroespacial da Rússia, todos os ataques dos extremistas contra Palmira, informa o Ministério da Defesa da Rússia. 


Sputnik

"Durante a noite passada, o exército sírio repeliu, com apoio da Força Aeroespacial da Rússia, todos os ataques dos extremistas contra Palmira. Os atacantes usaram ativamente carros-bomba com suicidas, veículos blindados e lançadores de foguetes", diz o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia.


Caça russo Sukhoi Su-34
Sukhoi Su-34 da Força Aeroespacial da Rússia © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

Se destaca que foram realizados 64 ataques contra concentrações, posições e colunas de terroristas. Conforme os dados do ministério russo, foram eliminados 11 tanques e veículos de combate de infantaria, 31 carros equipados com metralhadoras do grande calibre e mais de 300 terroristas.

Nesta semana, militantes do grupo extremista Daesh lançaram uma ofensiva na tentativa de conquistar novamente a cidade histórica, assumindo o controle de áreas a noroeste e sudeste de Palmira. O governo enviou novas tropas à região, intensificando os combates com os terroristas. De acordo com a agência de notícias Al Masdar, jatos da Força Aérea ajudaram nos confrontos. 


Na noite deste sábado (10) o exército sírio retomou o controle total sobre Palmira.

Postar um comentário