Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

Caças F-22 Raptor perdem revestimento ‘stealth’ na Síria

Poder Aéreo

Caças furtivos F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA (USAF), que estão participando de operações militares na Síria, começaram a perder seu revestimento de absorção de ondas radar. 


Resultado de imagem para f-22 raptor
F-22 Raptor

Conforme relatado pela Aviation Week, de fato, o revestimento absorvente de radar, que esconde os Raptor dos radares, enrugou e começou a descascar. Segundo a USAF, uma das razões deste problema são as condições climáticas que afetam a área de operações.

Uma afirmação confirmada por John Cottam, chefe do programa F-22 da Lockheed Martin, que observou que fatores externos, como chuva e poeira de areia, não apenas enrugam e descascam o revestimento, mas também o transformam em seu estado líquido original.

De fato, este não é o primeiro problema enfrentado pelo revestimento de absorção de radiação do F-22: de acordo com o Southfront.org, em 2009, pilotos dos EUA reclamaram que o revestimento era facilmente removido da fuselagem do Raptor durante o contato com óleo combustível e lubrificante.

No entanto, a Lockheed Martin alega que desenvolveu um novo revestimento, mais resistente, que será aplicado a todos os F-22 durante as operações de manutenção. De acordo com estimativas preliminares, este processo levará pelo menos três anos.

Note-se que esta não é a primeira vez que a furtividade do Raptor é comprometida: como foi relatado recentemente, um problema do sistema de armas que afetava a seção reta radar (RCS) de um Raptor F-22 pertencente ao 43º Esquadrão de Caça da Base da Força Aérea de Tyndall (AFB), Flórida, foi resolvido no mês passado por meio de solução de custo-benefício desenvolvida por um militar de 23 anos de idade.

Diferentemente, uma solução econômica será muito improvável para superar este novo problema.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas