Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Chanceler russo responde às acusações croatas sobre um possível conflito nos Bálcãs

É estranho ouvir declarações de autoridades croatas sobre uma possível ameaça russa, mas Moscou está pronta para discutir os argumentos de Zagreb, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.


Sputnik


Mais cedo, a mídia divulgou declarações da presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarovic, sobre um futuro possível conflito armado nos Bálcãs porque a Rússia está influenciando os desenvolvimentos na região de forma mais ativa. 


Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com o presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Peter Maurer, Moscou, Rússia, novembro de 2016
Sergei Lavrov © Sputnik/ Mikhail Voskresensky

"<…> Conheço a presidente da Croácia. Acho que temos boas relações desde que ela era ministra das Relações Exteriores e é estranho ouvir a líder de um país que a Rússia considera como amigo, bem como de outros países balcânicos e no continente europeu, dizer tais palavras. Se a presidente possui fatos concretos que provam tais declarações, estamos prontos a discutir estes fatos'', destacou Lavrov em entrevista à Sputnik Sérvia.



Postar um comentário