Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Cidade Al-Tal na região de Damasco passa para controle do exército sírio

O exército do governo sírio está controlando totalmente a cidade de Al-Tal, na província de Damasco, em que antes da guerra moravam mais de 60 mil pessoas. 


Sputnik

Mais de 500 terroristas do grupo Frente al-Nusra e mais de 1.500 membros das suas famílias foram transportados da cidade de Al-Tal para a cidade de Idlib, informou o Centro para a Reconciliação na Síria russo. 


Soldados do exército sírio em seus caminhões militares gritando lemas em apoio ao presidente sírio Bashar Assad, entrando em uma aldeia perto da cidade de Jisr al-Shughour, ao norte de Damasco, Síria (Arquivo)
Exército sírio © AP Photo/


O Centro para a Reconciliação destacou que "antes de partirem, eles entregaram ao exército do governo todas as armas pesadas e mais de 200 armas ligeiras e munições".

As autoridades sírias cederam 44 ônibus para a sua partida.

No total, durante a última semana mais de 2,5 mil rebeldes foram anistiados em várias regiões. Os rebeldes aproveitaram a anistia declarada pelo presidente sírio Bashar Assad, cessaram a resistência e durante as negociações proclamaram seu desejo de partir com as famílias para Idlib. 


Anteriormente, em 1° de dezembro, a cidade de Khan al-Shih, localizada no subúrbio de Damasco, e mais 13 povoados ao seu redor estão sob total controle das autoridades sírias.

Postar um comentário