Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Coalizão, liderada pelos EUA, bombardeou hospital do Daesh em Mossul

A coalizão internacional, liderada pelos EUA, realizou um ataque aéreo contra o hospital Al-Salem, na parte oriental de Mossul, que estava sendo usado como base de terroristas do grupo Daesh, informou na noite desta quarta-feira o comando da coalizão.


Sputnik


Segundo a informação do comando, alguns prédios do hospital foram ocupados na terça-feira pelas forças de segurança do Iraque, que repeliram alguns contra-ataques dos jihadistas. Na quarta-feira, o inimigo continuou a ofensiva, com uso de metralhadoras pesadas e lançadores de granadas. Desse modo, os militares iraquianos decidiram solicitar apoio aéreo da coalizão. 


Fumaça na cidade de Mossul, Iraque (foto de arquivo)
Mossul, Iraque © REUTERS/ Air Jalal

“Com objetivo de apoiar as forças de segurança do Iraque, a força aérea da coalizão realizou ataque pontual, cujo alvo eram os combatentes inimigos, que estavam atacando as tropas iraquianas”, informou o comunicado à imprensa. 


O documento não apontou o local exato do ataque, mas o título do comunicado é: “Coalizão realiza ataque aéreo ao hospital em Mossul”. 

O número de mortos e de feridos não foi revelado.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas