Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Coreia do Sul equipa caças F-16 com bombas e mísseis superpotentes

A Coreia do Sul estará equipando os seus caças F-16 com bombas e mísseis capazes de alcançar alvos terrestres na Coreia do Norte e derrubar caças adversários à distância de 50 – 180 quilômetros.


Sputnik

Segundo a agência de notícias Yonhap, o caça F-16 irá ser equipado com Munições de Ataque Direto Conjunto, (Joint Direct Attack Munition — GBU-31JDAM,) de fabrico norte-americano, bombas guiadas ar-terra, capazes de alcançar alvos terrestres na Coreia do Norte, e mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120, que podem derrubar caças adversários à distância de 50 — 180 quilômetros.


Caças F-16 da Força Aérea da Coreia do Sul realizam voo de demonstração durante a Exibição Internacional Aeroespacial e da Defeca em Seul, no aeroporto militar de Seongnam, no sul de Seul, em 23 de outubro em 2009
Caças F-16 da Coreia do Sul © AFP 2016/ KIM JAE-HWAN

O projeto do F-16 (Peace Bridge Upgrade — PBU) foi criado em 2009, quando as autoridades da Coreia do Sul assinaram um acordo com a empresa aeroespacial estadunidense Lockheed Martin para modernizar os seus caças. No total, 30 caças teriam sido modernizados desde outubro de 2013.

Em 12 de dezembro, a Coreia do Norte ameaçou lançar um ataque aéreo contra Seul após os exercícios militares anuais da Coreia do Sul e dos EUA, que se prorrogaram até 3 de dezembro no meio da escalada de tensão na Península Coreana.




Postar um comentário