Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Erdogan pede respeito geral ao cessar-fogo em Aleppo

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, exortou todas as partes nesta sexta-feira (16) a respeitar o cessar-fogo em Aleppo para permitir a evacuação contínua da maior cidade no norte da Síria. 


Sputnik

"Exorto todas as partes e a comunidade internacional a respeitar o acordo de cessar-fogo e a apoiar a efetuação do processo de evacuação", escreveu Erdogan em uma série de posts em sua conta no Twitter.


Resultado de imagem para recep tayyip erdogan
Recep Tayyip Erdogan

"A trégua intermediada pela Turquia em Aleppo e a continuação das evacuações é a última esperança que resta para os inocentes", acrescentou.

A evacuação de Aleppo oriental, parte de um acordo de cessar-fogo negociado por Moscou e Ancara, entrou em vigor na quinta-feira (15) depois de uma primeira tentativa fracassada na véspera. A evacuação, no entanto, foi suspensa nesta sexta-feira pelo governo sírio, que acusa a oposição de não respeitar os termos do acordo.



Postar um comentário