Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

EUA não querem MANPADS na Síria, apesar de terem liberado fornecimento de armas

Os EUA “não querem” que sistemas portáteis de defesa aérea (MANPADS) cheguem à Síria, apesar de o presidente Barack Obama ter suspendido as restrições de ajuda militar ontem (8), segundo disse o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Mark Toner, em um briefing nesta sexta-feira (9). 


Sputnik

Mais cedo nesta sexta, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, alertou que os MANPADS poderiam cair nas mãos de terroristas depois que Obama renunciou às restrições legais ao fornecimento de artigos de defesa às forças estrangeiras na Síria. 


Rebelde sírio portando um MANPADS em Teir Maalah, norte de Homs, abril de 2016
Terrorista com MANPAD em Homs, Síria © AFP 2016/ MAHMOUD TAHA


"Nossa posição em relação aos MANPADS não mudou", disse Toner. "Nós não queremos ver esse tipo de armamento entrando na Síria".
 

Obama renunciou às restrições, explicou Toner, para que os Estados Unidos pudessem reforçar as forças locais na Síria para derrotar o grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico).

Um funcionário da administração do governo dos EUA disse à Sputnik na quinta-feira que Obama levantou as restrições para facilitar a ofensiva de retomada da cidade de Raqqa. 


Em outubro, a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse que Moscou estava ciente de casos em que militantes sírios perto de Aleppo obtiveram MANPADS fabricados nos Estados Unidos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas