Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Exército do Iraque não confirma informações sobre ataque dos EUA em Mossul

O exército do Iraque não confirmou a informação sobre o ataque aéreo da aviação dos EUA em Mossul, onde se realizam as operações contra o Daesh (organização terrorista, proibida na Rússia), se diz no comunicado a que RIA Novosti teve acesso.


Sputnik


Anteriormente, várias mídias do Iraque e de outros países árabes divulgaram a informação de que a Força Aérea dos EUA teria alvejado por engano uma divisão das tropas governamentais iraquianas, provocando a morte de 90 militares iraquianos e 100 feridos. 


As forças iraquianas fazem o primeiro avanço dentro da cidade de Mossul na terceira semana de ofensiva
Tropas iraquianas em direção a Mossul © REUTERS/ Stringer

"Não há nenhumas indicações de que a coalizão tenha cometido algum erro no âmbito da operação na província de Ninawa" se diz no comunicado. 


Os militares iraquianos apelaram também aos jornalistas que usem informações fidedignas. 

Para além disso, no comunicado também foi destacado que a coalizão "ajudou muito às operações" e continua prestando apoio. 

Em 17 de outubro de 2016, as Forças Armadas do Iraque, juntamente com outros grupos armados, que incluem as formações curdas peshmerga, iniciaram a ofensiva contra Mossul, uma das duas "capitais" do grupo terrorista Daesh.

Postar um comentário