Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Exército iraquiano revela paradeiro do líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi

O Exército do Iraque afirmou conhecer o paradeiro do líder do Daesh (autodenominado Estado Islâmico), Abu Bakr al-Baghdadi, e disse que se mantém informado sobre os movimentos do jihadista.


Sputnik

A informação foi dada pelo comandante das unidades especiais das Forças Armadas do Iraque, major-general Fadhil Khalil al-Barwari, que falou à emissora libanesa Al Mayadeen. "Al-Baghdadi passou dez anos na prisão no Iraque e as autoridades dispõem de informação suficiente sobre ele", disse o militar, acrescentando que o líder da organização terrorista se encontra atualmente na cidade de Al-Ba'aj, a oeste de Mossul, não muito longe da fronteira com a Síria.

Líder do Daesh Abu Bakr al-Bagdadi
Líder do estado islâmico Abu Bakr al-Baghdad © Foto: Youtube/Reuters

De acordo com o general, o cérebro dos jihadistas usa esconderijos subterrâneos e muda constantemente de lugar e de aparência, raspando a barba ou alterando as características de seu rosto com as operações plásticas para não ser reconhecido.

Além disso, Barwari também comentou a situação em Mossul, garantindo que ainda não se pode dizer quando a liberação final da cidade irá ocorrer. "Não somos capazes de determinar uma data exata", confessou o general. "O progresso é feito lentamente para evitar grandes perdas e baixas entre a população civil", acrescentou.


Postar um comentário